Artigos

23 de dezembro de 2013

Nos Natais da minha vida

Foto: acervo pessoal

Foto: acervo pessoal

Nos Natais da Minha Infância sempre pude vivenciar muitos sonhos com o Papai Noel, ansiando por sua chegada a cada ano!
Haviam as festas de final de ano da empresa aonde meu pai trabalhava e era um verdadeiro acontecimento, ir ao trabalho do meu pai, receber a surpresa do presentão (era sempre uma embalagem enorme) com meu nome registrado numa bela etiqueta.
E a reunião da família, que não era grande mas se reunia na casa dos meus avós, com a inesquecível rabanada que a vovó preparava…Só de pensar já me dá água na boca!!! Não há um Natal em que não prove rabanadas buscando pelo paladar incomparável da rabanada da vovó Zenith (mas nenhuma chega aos pés…..sinto muito a todas que tentaram!) e os insuperáveis bolinhos de bacalhau!
Sempre nos uníamos numa corrente de oração antes da Ceia agradecendo as bençãos recebidas e a oportunidade de ter a família reunida na Noite de Natal.

Houve um Natal marcante na minha adolescência, mais especificamente aos 13 anos, em que meus pais avisaram que “o saco do Papai Noel havia furado” e que o presente seria bem simples. Eu e minha irmã estávamos bem conformadas, quando a campainha tocou próximo da meia-noite e apareceram duas super bicicletas MARAVILHOSAS, e completamente inesperadas… Genteeee, hoje em dia as crianças de 3 anos já tem bicicleta e trocam de bicicleta anualmente, mas eu juro, que aos 13 anos, não tinha bicicleta…eu DESMAIEI de tanta surpresa e felicidade!

E herdei da minha mãe o enorme prazer de preparar a casa para as Festas de Natal e Ano Novo, tenho verdadeira paixão por presépios, árvores de Natal, guirlandas, e imagens de Papai Noel!
Desde que atingi a idade adulta e tive a minha casa, fui preparando meu acervo de detalhes vermelhos e verdes e sempre dedico um dia em novembro, como o Dia da Àrvore de Natal, normalmente no dia 20/11 feriado de Zumbi no Rio de Janeiro, quando fico de folga do trabalho e disponho de um dia inteirinho para decorar a casa para o Natal.

No Natal da minha casa, eu primeiro faço uma oração de gratidão por aquele momento, idealizo o que vou fazer diferente naquele ano, coloco um CD de Natal, para entrar no clima, e inicio os serviços de montar a árvore de Natal com todos os enfeites que fui adquirindo ao longo dos meus 27 anos de casado, sempre com renovações, repaginações e novidades.
Ilumino a casa toda!
E vou tematizando todos os ambientes da casa, toalha de mesa, toalhinha de mão, toalha de prato, guardanapo, papel higiênico, guardanapo, louças, velas, etc.
Em todos os cômodos tem guirlandas, presépios, e Papai & Mamãe Noel!

Quando ao final do dia acendo as luzes da árvore de Natal, a magia contagiou toda a casa e todos da família!
Fechamos o dia com uma oração em família ao redor da árvore, e a casa fica abençoada para a contagem regressiva até o Natal.

Essa é a minha particição na Blogagem Coletiva Interação de Natal da querida amiga Rosélia Bezerra, Como virá o meu Natal!
http://www.idade-espiritual.com.br/2013/12/iv-interacao-de-natal-como-vira-o-meu.html

Comentários