Artigos

16 de setembro de 2011

Limites do Possível

Fazendo uma arrumação em uma das minhas estantes de livros, vejam o que encontrei:

Em 1962, em seu livro “Perfis do Futuro”, Arthur Charles Clarke, descreve suas três leis científicas:

Primeira lei :

Quando um distinto e experiente cientísta diz que algo é possível,
ele está praticamente certo,
quando ele diz que algo é impossível,
ele está muito provavelmente errado.

m31

Segunda lei:
O único caminho para desvendar os limites do possível é através do impossível.

Terceira lei :
Qualquer avanço tecnológico é indistinguível da mágica.

clarkeArthur Charles Clarke (fonte wikipédia)

Arthur Charles Clarke nasceu em Minehead em Somerset, Inglaterra em 16 de dezembro de 1917. Em 1936 junto com a família mudou para Londres, onde ingressou na Sociedade Interplanetária Britânica (BIS-British Interplanetary Society), no BIS ele começou seus experimentos com astronáutica e tudo que envolvia o assunto espaço e comunicações, ele também começou a escrever boletins para a Sociedade Interplanetária, tanto científicos como de ficção.

Durante a Segunda Guerra Mundial, ele foi oficial da RAF (Força Áerea Real), e foi encarregado do primeiro radar de transmissão de rádio , ele tinha o cargo de controlador e era responsável por seu funcionamento, durante os experimentos com esse radar ele desenvolveu paralelamente seu dom de escrever e criou uma tese científica em forma de novela chamada (Glide Path) “Trajeto do Planador”, inspirado nestes anos de trabalho com o radar de comunicação terra-ar.

Em 1945 volta a Londres e ao BIS, onde foi presidente de 1946 a 1947 e depois em 1950 a 1953. Ele publica nesta época (Extraterrestrial Relays), “Reles Extraterrestres”, que fala sobre o papel técnico dos princípios da comunicação de satélites com órbitas geoestacionárias numerosas, ele estudou muito este assunto e foi um dos pioneiros em criações de satélites de comunicação deste tipo esta sua descoberta lhe rendeu várias honras científicas. Hoje a órbita geoestacionária em 42.000 km é nomeada a Órbita de Clarke pela União de Astronômica Internaciona

1964 – Neste ano começa a trabalhar com Stanley Kubric em um filme que revolucionária a Ficção Científica no cinema. 2001: Uma Odisséia no Espaço.

1985 – Publicou a sequência de 2001. 2010 a Odisséia II e trabalhou com Peter Hyams na versão do filme, mas não obteve tanto sucesso quanto 2001.

clarke1Clarke é famoso por muitas outras obras de Ficção Científica e também é considerado um dos Grandes Mestres da Ficção Científica junto com Asimov, Heinlein e Herbert.

Suas obras mais famosas são “Childhood’s End”, “2001: A Sapce Odyssey” e “The Nine Billion Names of God”.

Foi ganhador dos prêmios Hugo em 1956, 1974, 1980 e Nebula em 1972,1973, 1979 e Ganhador do Prêmio Nebula para os Grandes Mestres em 1985.

Atenção:
Peço seu Voto para o ProjetandoPessoas no selinho TOP BLOG 2011, no canto superior direito dessa página, na categoria variedades.
E se vc tiver vários emails e também Twitter, agradeço se votar mais de uma vez!
Estou pela 6a. semana consecutiva entre os TOP 30 da categoria, e preciso me manter nesse ranking até 11/10/2011, data da lista dos finalistas!
Seu voto com certeza vai fazer A diferença para me levar à etapa final do juri técnico do Prêmio TOP BLOG. Super obrigada!

Comentários