Artigos

7 de novembro de 2014

Coisas do Destino

brianweiss (1)

No dia 6/11 foi aniversário do Brian Weiss, psiquiatra e escritor americano, com vários livros publicados sobre temas incríveis como reencarnação, terapia de vidas passadas, regressão a vidas passadas e sobrevivência do ser humano após a morte.
Menciono alguns dos seus livros, que muito esclareceram meus anseios sobre essas pesquisas:

-Muitas vidas, muitos mestres

-Só o amor é real

-Às vezes milagres acontecem

-Vidas Passadas

-Muitas vidas uma só alma

Não me lembro se já abri aqui nesse espaço que há uns 30 anos atrás eu fiz regressão à minhas vidas passadas e vivenciei experiências indescritíveis sobre retorno aos momentos da minha infância (1-3 anos), o momento do meu parto, regressão ao útero e regressão há pelos menos 2 vidas passadas!

Foram momentos vividos com relatos da minha própria voz contando fatos que eu no meu consciente não recordava, tendo relatado vivências dos meus pais e avós na minha gravidez e parto que nunca foram comentados comigo, e que eu não teria como saber.

Também vivenciei experiências que justificam muitos dos meus karmas, traumas, medos nessa vida, e muitas situações que experimentava em sonhos e insights/premonições.

Sim, eu sou meio bruxa, isso eu tenho certeza de que já contei aqui….

Bem, fato é que nessa vida eu havia adotado diversas escolhas que ao fazer as regressões tudo passou a se encaixar com as vivências de quem eu fui, ou me vi sendo, em vidas anteriores.

Acreditem se quiserem.

Aconteceu comigo!

E voltando ao Brian, ele nos trás relatos que valem a leitura.

Para deixar como uma mensagem segue uma citação dele:

“Nunca nos devemos preocupar em encontrar a alma gêmea.

Tais encontros são coisa do destino.

Ocorrerão.

Depois do encontro, reina o livre-arbítrio de ambas as partes.

Que decisões são tomadas é uma questão de livre-arbítrio, de escolha.

Os mais adormecidos tomarão decisões baseadas na mente e em todos os seus medos e preconceitos.

Infelizmente, isto muitas vezes resulta em corações partidos.”

Brian Weiss

Comentários